Sigatoka Negra: Doença da Bananeira e Métodos de Controle

História, condições de desenvolvimento e nome científico do fungo

O início da propagação da Sigatoka Negra foi na Ásia, depois atacou os bananais da África e em 1972, na América Central. No final da década de 90, foi constatado os primeiros sinais da doença no Brasil, no município de Tabatinga, interior do Amazonas; porta de entrada desta praga da baneneira.

A Sigatoka Negra é classificada como a doença mais destrutiva da cultura da bananeira. O nome científico do fungo causador é Mycosphaerella fijiensís Var. difformis, cuja forma imperfeita é Paracercospora fijiensis.

Para o pleno desenvolvimento desta doença da banana é necessário índices elevados de temperatura e umidade. Todavia, a praga tem se apresentado, também, em regiões de clima atípico e causado enormes perdas financeiras.

Mudas de bananas resistentesà Sigatoka

Mudas de bananas resistentes à Sigatoka
Bandeja com mudas de banana resistentes à Sigatoka Negra e Amarela
Mudas de banana para comprar

Sintomas e Métodos de Controle da Sigatoka Negra

Sigatoka Negra: Sintomas no Bananal

A doença do bananal, Sigatoka Negra, ataca as folhas mais novas, a diseminação é através do vento. Os esporos, que são as sementes do fungo, atinge as folhas, os esporos germinam, semelhante a uma semente e penetra o tecido, causando a seca das folhas.

Controle da Sigatoka Negra na Plantação de Banana

O combate às principais pragas e doenças da bananeira é feito, principalmente, através do plantio de mudas de bananas resistentes à doença a qual ataca o banana. No caso da Sigatoka Negra, uma das mais resistentes é a muda de banana BRS Conquista, variedade produzida pela EMBRAPA.

Plantio da BRS Conquista, da Embrapa, Resistente à Sigatoka Negra e ao Mal do Panamá

Para um bananal ser viável economicamente, cada planta precisa possuir, pelo menos, dez folhas sadias, de forma a dar bons frutos.

O sítio do seu Osnir e Dona Lurdes, que produz em torno de 3 tonaladas de banana por ano, cultiva a BRS Conquista e tem obtido bons resultados, sempre com o emprego de técnicas da EMBRAPA para uma maior rentabilidade da bananicultura.

Converse com a gente. Solicite um orçamento e aumente a produtividade do bananal!

Adubo foliar e fertilizante mineiral misto para o cacho de bananeira

Aplicacão do fertilizante do cacho da bananeira
  • Melhora a coloração da casca;
  • Ganho real de peso  (10 a 20%) no peso e  tamanho da fruta (calibre e comprimento);
  • Padronização das pencas;
  • 1 Litro rende 250 litros de calda (bomba costal 80 ml por bomba).
  • Faz-se uma pulverização só por ciclo, lavando bem o cacho novinho (logo quando corta o coração).
  • Utiliza-se junto na pulverização, PROVADO, MANZATE E ANTRACOL.
Aplicação do fertilizante via foliar
  • Aumento da emissão foliar;
  • Diminuição do embuxamento;
  • Aumento do vigor,
  • Utilizar o mesmo junto a outras pulverizações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *