Produção de mudas de café em tubetes

Cultivo de Mudas de Café em Saquinhos e Tubetes

A produção de mudas de café vigorosas e sadias é um dos princiapis fatores para o sucesso da empresa do café, ainda mais quando se leva em consideração que, sendo o cafeeiro uma cultura perene, os erros cometidos no início da instalação do cultivo não poderão, na maioria das vezes, serem sanados.

Confira o vídeo em destaque sobre um viveiro de mudas de café em tubetes ou saquinhos.

Com a melhora das técnicas de cultivo cafeeiro, torna-se hoje essencial a mudança do sistema de produção de mudas de café. Sabe-se que os métodos que tem como substrato a utilização de terra precisam de fumigação do material, utilizando-se o Brometo de metila, material cancerígeno e agressor da camada de ozônio.

Confira o vídeo em destaque com detalhes técnicos de um especialista sobre a produção de mudas de café em tubetes. Aumente a produtividade do seu cafezal, converse conosco agora mesmo!

Detalhes técnicos sobre mudas de café em tubetes

A produção de café com uso de mudas em tubetes deve ser uma meta a ser desejada pelos agricultores, uma vez que representa hoje 70% do sucesso do produto final. Vários fatores devem ser levados em consideração, como o tipo de construções, o tipo de substrato a ser utilizado, como será o sistema de irrigação e o manejo geral do viveiro.

O que são Tubetes para Produção de Mudas

Os tubetes foram desenvolvidos nos EUA, mais ou menos no ano de 1975, para a propagação de algumas espécies florestais. No Brasil, são produzidas, atualmente, aproximadamente 52 milhões de mudas de várias plantas por esse método. Os tubetes possuem forma cônica, são feitos com plásticos rígidos (polipropileno), tem um volume aproximado de 120 cc e possui a vantagem de contornar os inconvenientes causados pela utilização dos saquinhos plásticos. A presença de estrias longitudinais em seu interior evita o enovelamento do sistema radicular.

Entretanto, para que a produção de mudas em tubetes possa ser aplicada, são necessários insumos específicos. Ela não germina em torrões de solo acondicionados nos tubetes, pois a muda não desenvolve o sistema radicular necessário para o sucesso no campo quando é concretizada a transferência. É necessário um novo produto, os substratos agrícolas que não fazem utilização de solo.

Cultivo de Mudas de Café em Saquinhos e Tubetes
Cultivo de Mudas de Café em Saquinhos e Tubetes

O que são substratos usados na produção de mudas em tubetes

Os substratos são materiais preparados para servir de suporte físico e químico para as plantas ao invés de torrões de solo acondicionados nos tubetes, permitindo o bom crescimento das raízes e formação da parte aérea. Atualmente, são conhecidas várias combinações de substratos para as plantas.

Existem no mercado substratos comerciais que obedecem a todos os critérios para a produção de mudas de ótima qualidade. Logo, também existem substratos que são desenvolvidos especificamente para a produção de mudas de café. Eles levam em consideração as exigências físicas (relação ar/água, granulometria) e químicas (pH, EC, relação Ca/Mg, macro e microelementos) da cultura.

O substrato contém adução de base, mas não o suficiente para o ciclo da muda, em função da lixiviação e condutividade elétrica. Deve ser utilizado um fertilizante de liberação controlada (período de liberação de 5-6 meses). Pode efetuar, também, a nutrição com formulações específicas para fertirrigação, atendendo as exigências da muda.

Características do substrato usado na produção de mudas de café em tubetes

  • Boa drenagem,
  • leveza,
  • boa aeração,
  • retenção de umidade,
  • adaptação ao sistema de irrigação,
  • suporte físico para as plantas,
  • alta porosidade,
  • capilaridade (capacidade de transferir umidade de baixo da célula até a superfície),
  • pH adequado à cultura,
  • Eletrocondutividade-EC (concentração de sais) adequada à cultura
  • teor de matéria orgânica adequado

Matérias primas dos substratos mais usados na produção de mudas de café em tubetes

  • asca de pinus,
  • Casca de eucalipto,
  • Esterco de gado,
  • Vermiculita expandida,
  • Terra vegetal,
  • Fibra de coco;
  • Areia;
  • Bagaço de cana;
  • Palha de arroz carbonizada,
  • dentre outros materiais.

Vantagens da produção de mudas de café em tubetes

  • O desperdício das mudas em tubetes no plantio em containers é praticamente zero, por estar envolto pelo polipropileno rígido, até minutos antes da execução do plantio;
  • Uniformidade no alinhamento, profundidade e estande de plantio, necessário para um bom rendimento na colheita mecânica e tratos culturais;
  • Redução no controle fitossanitário;
  • Menor incidência de ervas daninhas e ausência de nematóides, sem a necessidade de expurgo;
  • Eliminação de problemas de pião-torto, enovelamento de raízes, indesejáveis e freqüentes nas mudas convencionais;
  • Preserva a integridade do sistema radicular durante a fase de produção das mudas;
  • O fato dos tubetes estarem suspensos a uma certa altura do solo, melhora as condições de trabalho dos operários do viveiro;
  • Maior rendimento de transporte e plantio;
  • Possibilidade de enxertia das mudas com “cavalo” resistente a nematóides e
  • Diminuição da mão-de-obra, pela agilidade e eficiência no plantio.

Desvantagens da produção de mudas de café em tubetes

  • Alto investimento inicial na implantação do sistema, dada a construção de uma estrutura permanente;
  • Necessidade de mão-de-obra especializada, na produção das mudas;

Tecnologias de pós-colheita do Café na Agricultura Familiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *