Sigatoka Negra: Doença da Bananeira e Métodos de Controle

Sigatoka Negra: Mycosphaerella fijiensis
R$ 90.00R$ 450.00

Nobile para controle natural da Sigatoka Negra

A Sigatoka Negra se encontra entre as principais pragas e doenças da bananeira. Se configurando como um fungo que tem enorme potencial de impactar negativamente a produtividade do bananal esse inimigo dos produtores rurais já fez várias plantações de vítima no Brasil. Contudo, felizmente, hoje em dia existe o Nobile, um defensivo agrícola natural, 100% orgânico, que se apresenta como um forte aliado no controle e combate contra esse mal que tem reduzido o lucro de muitas plantações de manana. Em vista disso, decidimos fazer esse post, que além de apresentar métodos e alternativas para o controle e combate da Sigatoka Negra, também disponibiliza informações mais aprofundadas sobre esse fungo da banana tão odiado por diversos agricultores.

Além disso, mais abaixo, também há um vídeo com depoimentos de alguns agricultores que já enfrentaram ou estão enfrentando o problema, com dicas de técnicas que podem ser utilizadas em conjunto com o Nobile, para aumentar ainda mais a sustentabilidade do seu plantio, que agora pode se manter livre das principais pragas e doenças da bananeira com a ajuda de defensivos agrícolas naturais, o que visa proteger, não só a saúde do consumidor, como, também, a dos indivíduos que atuam diretamente no majejo dessas substâncias, que, no caso do Nobile, por ser 100% orgânico, não apresenta mal nenhum à platação ou a quem trabalha com o produto.

Foto da Sigatoka Negra

Com a vontade de te ajudar no diagnóstico para o seguido combate e controle de doenças e pragas no bananal, disponibilizamos a imagem a seguir, que mostra um dos principais efeitos da Sigatoka Negra na planta, que é o escurecimento da folha, o que acarreta em danos à produtividade, já que este é um sintoma que prejudica, e muito, a fotossíntese, processo natural da planta realizado para obter glicose e se manter viva, pois os estômatos, pequenas estruturas localizadas na folha, responsáveis, pela respiração celular, são danificados, o que prejudica levar o xilema ao topo para retornar com floema, já com os ingredientes que alimentarão toda a planta no decorrer de sua vida, diariamente, transformando gás oxigênio em matéria orgânica e água em oxigênio, que ficará disponível aos humanos, fazendo, assim, com que haja sustentabiliadde em toda a cadeia de seres vivos do planeta.

Sigatoka Negra: Mycosphaerella fijiensis
Sigatoka Negra: Mycosphaerella fijiensis

História, desenvolvimento e nome científico do fundo da banaan

O início da propagação da Sigatoka Negra foi na Ásia, depois atacou os bananais da África e em 1972, na América Central. No final da década de 90, foi constatado os primeiros sinais da doença no Brasil, no município de Tabatinga, interior do Amazonas; porta de entrada desta praga da baneneira.

A Sigatoka Negra é classificada como a doença mais destrutiva da cultura da bananeira. O nome científico do fungo causador é Mycosphaerella fijiensís Var. difformis, cuja forma imperfeita é Paracercospora fijiensis.

Para o pleno desenvolvimento desta doença da banana é necessário índices elevados de temperatura e umidade. Todavia, a praga tem se apresentado, também, em regiões de clima atípico e causado enormes perdas financeiras.

Mudas de bananas resistentesà Sigatoka

Mudas de bananas resistentes à Sigatoka
Bandeja com mudas de banana resistentes à Sigatoka Negra e Amarela
Mudas de banana para comprar

Sintomas e Métodos de Controle da Sigatoka Negra

Sigatoka Negra: Sintomas no Bananal

A doença do bananal, Sigatoka Negra, ataca as folhas mais novas, a diseminação é através do vento. Os esporos, que são as sementes do fungo, atinge as folhas, os esporos germinam, semelhante a uma semente e penetra o tecido, causando a seca das folhas.

Controle da Sigatoka Negra na Plantação de Banana

O combate às principais pragas e doenças da bananeira é feito, principalmente, através do plantio de mudas de bananas resistentes à doença a qual ataca o banana. No caso da Sigatoka Negra, uma das mais resistentes é a muda de banana BRS Conquista, variedade produzida pela EMBRAPA.

Plantio da BRS Conquista, da Embrapa, Resistente à Sigatoka Negra e ao Mal do Panamá

Para um bananal ser viável economicamente, cada planta precisa possuir, pelo menos, dez folhas sadias, de forma a dar bons frutos.

O sítio do seu Osnir e Dona Lurdes, que produz em torno de 3 tonaladas de banana por ano, cultiva a BRS Conquista e tem obtido bons resultados, sempre com o emprego de técnicas da EMBRAPA para uma maior rentabilidade da bananicultura.

Converse com a gente. Solicite um orçamento e aumente a produtividade do bananal!

R$ 15.00

Adubo foliar e fertilizante mineiral misto para o cacho de bananeira

R$ 180.00
Aplicacão do fertilizante do cacho da bananeira
  • Melhora a coloração da casca;
  • Ganho real de peso  (10 a 20%) no peso e  tamanho da fruta (calibre e comprimento);
  • Padronização das pencas;
  • 1 Litro rende 250 litros de calda (bomba costal 80 ml por bomba).
  • Faz-se uma pulverização só por ciclo, lavando bem o cacho novinho (logo quando corta o coração).
  • Utiliza-se junto na pulverização, PROVADO, MANZATE E ANTRACOL.
Aplicação do fertilizante via foliar
  • Aumento da emissão foliar;
  • Diminuição do embuxamento;
  • Aumento do vigor,
  • Utilizar o mesmo junto a outras pulverizações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *